Notícias

Treinamento de Brigada de Incêndio é prioridade na Bandeirantes Logística

Foram dois incêndios em terminais portuários em Santos nos últimos 8 meses. Em meio a esse cenário, a Bandeirantes Logística faz questão de ressaltar a importância da prevenção para que novos incidentes não aconteçam nas imediações do mais importante porto da América Latina.

Mas, essa preocupação é antiga dentro do terminal que mais cresce no País. Há décadas a equipe de brigadistas é prioridade da Bandeirantes. Por isso, hoje a empresa possui números considerados ideais pelos responsáveis pelo setor. Conta com mais de 290 brigadistas entre os 600 funcionários.

Técnicos de segurança são as peças-chave. Porém, também é preciso que todos saibam o que fazer durante situações adversas. O terminal busca atingir os 100% dos trabalhadores durante treinamentos realizados mensalmente. Esses simulados equivalem a reprodução de uma emergência: um colaborador sofrendo acidente ou mau súbito, um foco de incêndio, um vazamento ambiental… “Nós somos treinados para todas as ocasiões”, ressalta Marcos Adei Hernandez, Coordenador QSSMA e Segurança Patrimonial da Bandeirantes Logística.

A reciclagem, uma das principais atividades da Brigada, acontece uma vez por ano e envolve todos os colaboradores em atividade. Portanto, toda a equipeBandeirantes recebe instruções importantes de como proceder em qualquer tipo de situação que demande um plano de emergência. Além disso, é fundamental que os equipamentos (desde placas sinalizadoras até extintores) estejam sempre em perfeito estado. Por isso, a manutenção preventiva é realizada também anualmente ou quando há necessidade de fazê-la..

A central de vídeo-monitoramento da Bandeirantes Logística, que garante a fiscalização por câmeras de todos os armazéns 24 horas por dia, é um reforço importante na segurança dos colaboradores. “Qualquer coisa que possa acontecer entre os funcionários, os vigilantes das câmeras tem acesso imediato e já tomam as primeiras atitudes de maneira correta, assertiva e rápida”.

Quando aconteceu o incêndio em terminal açucareiro vizinho da Bandeirantes, cerca de 80 brigadistas foram ajudar a combater o fogo, em turnos alternados, e só saíram do terminal de açúcar quando não havia mais risco de propagação das chamas. “Todos os nossos brigadistas deixaram temporariamente o posto dentro do terminal para ajudar o nosso vizinho. Foi um incêndio de grandes proporções, mas a união de forças impediu que a extensão do problema fosse ainda maior.”, relata Adei.

“Além de ajudarmos, foi possível ver o quanto nossos colaboradores estão preparados. Durante essa situação real, todos souberam exatamente o que fazer, como se organizar e proceder durante todo o processo. Ficamos muito satisfeitos com o resultado dessa participação”, comemora o coordenador de segurança.

Esse intercâmbio de conhecimento é relativamente comum entre nossos brigadistas. Os profissionais participam de treinamentos nos maiores terminais do Porto de Santos; principalmente o coordenador e os técnicos de segurança, que são os líderes dos brigadistas e os multiplicadores de informação. Eles sempre ficam atualizados sobre o assunto e podem transmitir todos esses dados aos nossos demais colaboradores.

13 3131-4500